Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Kit de sutura: quais os itens obrigatórios

O processo de suturar ocorre quando o profissional da saúde precisa fechar uma incisão. Essa incisão pode acontecer em diversos lugares, como músculos, órgãos, pele e vasos sanguíneos. Há mais de 4 mil anos essa técnica é utilizada com materiais como fibra de linho, filamento de seda e até pelo de camelo. Hoje, com toda a evolução da medicina, diversos outros materiais são usados e até foram criados tipos de sutura para cada situação. Para realizar esse procedimento em situações de baixo risco ou de cortes em áreas superficiais, é necessário possuir um kit de sutura.

O mais comum é um kit de sutura completo incluir os seguintes itens: pinça, agulha, tesoura, gaze, campo cirúrgico e fios. Todo o material para sutura deve ser profissional e de qualidade, para que não haja infecções ou complicações a partir do fechamento do corte.

Tipos de sutura

O tipo de sutura depende do tamanho e da gravidade do corte apresentado. Conheça algumas variedades de sutura que se pode fazer com um kit de sutura simples:

Sutura simples: é recomendada para situações emergenciais. Os nós são laterais para não prejudicar a cicatrização.

Sutura contínua: esse tipo, também conhecido como sutura de Kürchner, é indicado para tecidos subcutâneos ou fibrosos quando não há ponto de tensão.

Sutura intradérmica: não deixa os pontos visíveis, pois é costurada dentro do tecido em zigue-zague e é recomendada para incisões sem contaminações, sem tensões, nas margens da ferida e com as bordas lineares.

Sutura em X: deixa pontos em X e é indicada para regiões de alta resistência e tensão, perfurações pequenas em caso de extração de dentes, interrupção de sangramentos ou para unir tecidos.

Sutura festonada: é um tipo de ponto ancorado no anterior e no posterior e é usado em aproximação de tecidos fibrosos ou para interromper sangramentos.

Sutura Donati: possui duas etapas, o primeiro ponto a um centímetro da ferida, que depois chega ao tecido subcutâneo.

Tipos de fios de sutura

Os tipos dos fios variam de 2-0 até 6-0, dependendo do local da sutura e a finura vai do maior para o menor. Os fios mais finos são usados para estética e os mais grossos para dar maior sustentação ao procedimento. Existem dois grupos:

Absorvíveis: fios que são absorvidos conforme a ação mecânica do corpo, ideais para a pele, porque a ferida fica pouco perceptível. Exemplo: fios categute (origem animal) e dexon, maxon, vicryl, monocryl (origem sintética).

Não absorvíveis: fios que permanecem no corpo e são envolvidos, depois de um tempo, por tecidos fibrosos. Ideais para cortes internos que demoram a cicatrizar. Exemplo: seda, nylon, algodão.

Por que ter um kit de sutura?

Especialmente pensado para emergências, o estojo de sutura da Hospitalar Distribuidora auxilia a realizar o procedimento com o mínimo de contaminação, além de ser acessível e com maior custo-benefício. O kit é composto de:

1 pinça anatômica

1 tesoura descartável

1 porta-agulhas

1 campo cirúrgico descartável em papel dupla-face

1 campo cirúrgico descartável fenestrado em papel dupla-face, ambos com uma face impermeável e a outra absorvente

1 pacote com 5 compressas de gaze

1 fio cirúrgico mononylon 5-0

Onde encontrar kit de sutura?

Se você procura por uma loja virtual aberta 24h para repor o estoque da sua clínica, hospital ou posto de saúde, com preços justos e condições especiais de pagamento, a Hospitalar Distribuidora é a escolha certa.

Uma infinidade de medicamentos e materiais hospitalares, diversas marcas, modelos que atendem a todos os tipos de demanda e garantia de compra segura, além de experiência de mais de 20 anos de mercado e entrega para todo o Brasil: essas são as vantagens de usufruir dos produtos de uma empresa especializada como a HD.