Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Cateter intravenoso: conheça os tipos

O cateter intravenoso é utilizado para a cateterização periférica de curta e média permanência (até 72 horas). Um dispositivo que serve para administrar soluções e drogas em grande quantidade diretamente nas veias. É indicado também para manter a hidratação correta se o paciente é incapaz de tomar a quantidade suficiente de líquidos via oral.

Existem dois tipos de cateteres: o cateter venoso periférico, que é a introdução de um cateter nos membros, como braço, mão e perna; e o cateter venoso central, que é usado em pacientes que necessitam de quantidades maiores de medicamento e soro, bem como de medicações específicas, como quimioterapia ou dieta parental.

O primeiro é considerado um procedimento invasivo comum e auxilia na condução de nutrientes, fluidos, medicações e sangue, e pode ser manipulado por médicos, enfermeiros ou técnicos de enfermagem. Já o segundo é usado principalmente na UTI. O uso desse equipamento fora do ambiente hospitalar, seja ele qual for (até mesmo em domicílio) é raro, pois pode apresentar um risco alto de infecção e só pode ser puncionado por médicos no hospital ou em casa.

Para introduzir o cateter venoso periférico, tem-se a preferência por veias dos membros superiores do antebraço porque acomodam cateteres de maior dimensão. São as veias: cefálica, basílica, medianas do antebraço, cotovelo e do dorso da mão. Porém, caso não se obtenha sucesso, há as veias dorsais do pé e as safenas magna e parva. Com mais complexidade, o cateter venoso central é inserido na jugular interna, subclávia e femoral.

No tratamento do câncer é utilizado um cateter para quimioterapia. A maioria dos medicamentos é administrada em uma veia, por esse motivo se torna necessário o uso de um cateter central, também chamado de port-a-cath. Esse pode ser usado para inserção de sangue e coleta de exames quando ainda puncionado.

Veja quais os tipos de cateter intravenoso

Ao procurar por material hospitalar, a compra on-line pode ser o meio mais rápido. Mas comprar cateteres não é uma tarefa fácil — você se depara com diversas marcas e modelos, e pode se confundir. Por essa razão, falamos anteriormente dos tipos corretos para cada tratamento. Em nosso site, você encontra:

- Cateter Intravenoso (Jelco) - Modelo: SOLIDOR/LABOR IMPORT
- Cateter Intravenoso Angiocath (Jelco) BD
- Cateter Intravenoso com Dispositivo de Segurança NR-32 (Jelco)
- Cateter Intravenoso Periférico Saf-T-Intima - BD

O BS Saf-T-Intima é um cateter intravenoso periférico, do tipo por-fora-da-agulha, com asas de fixação, tubo extensor, dispositivo de segurança e duas vias de acesso. É descartável e de uso único. Apresenta calibres 18G, 20G, 22G e 24G, embalado unitariamente em blister rígido, estéril, pronto para o uso. Esse modelo:

  • Reduz os riscos de contaminação e acidentes perfurocortantes.
  • Por conta da agulha siliconizada com bisel biangulado e trifacetado, conectada ao mandril guia e puxador, simplifica a punção e a inserção, e diminui o traumatismo dos tecidos.
  • Permite a retirada da mesma após o procedimento.
  • Possui ótimo desempenho e permanência na veia, reduzindo a ocorrência de flebite.
  • O protetor transparente possibilita a visualização do conjunto, as asas de fixação facilitam a empunhadura durante a punção e estabilização do dispositivo durante o procedimento.
  • Possui tubo vinílico transparente e apirogênico que proporciona a visualização do refluxo sanguíneo e/ou medicamento infundido — garantindo, assim, um mínimo contato com o sangue.

O Cateter Intravenoso Jelco é um cateter periférico do tipo por-fora-da-agulha, estéril, constituído por agulha siliconizada com bisel biangulado e trifacetado, cateter raiopaco e flexível. É encontrado nos calibres: 14G, 16G, 18G, 20G, 22G e 24G. Esse modelo:

  • Proporciona maior facilidade de punção e penetração na pele. Assegura perfeita visualização através de Raio-X.
  • Garante a integridade da agulha até o momento do uso. Seu formato anatômico permite a remoção com apenas uma das mãos.
  • Possui conector Luer Lok Universal codificado por cores.
  • Possui câmara de refluxo com desenho que melhora a empunhadura, e tampa da câmara de refluxo com microestrias.
  • Cânula em fluoroetilenopropileno, para maior conforto do paciente e minimização da ocorrência de flebites.
  • Possibilita a visualização do refluxo sanguíneo.