Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Controle de infecção hospitalar: importância e cuidados

Ambientes que prestam atendimento médico precisam ter cuidados rigorosos com o controle de infecção hospitalar. Infelizmente, esse é um problema bastante recorrente em hospitais e, dependendo da situação do paciente, pode ser fatal. Além disso, as bactérias estão cada vez mais resistentes a antibióticos e, por isso, a prevenção ainda é a melhor alternativa.

O controle de infecção hospitalar também está ligada à segurança dos profissionais que trabalham no lugar e ficam ali a maior parte do seu dia. Apesar de ser um dos maiores problemas relacionados a contágios em instituições de saúde, é possível notar que quase a metade das ocorrência poderiam ser evitadas com alguns cuidados básicos, porém fundamentais.

Indica-se que os hospitais contem com uma equipe controladora de infecção hospitalar para dar orientações e promover ações visando evitar o problema. É fundamental que os profissionais tenham consciência da responsabilidade e tomem todos os cuidados necessários com higiene, esterilização de materiais e desinfecção adequada de áreas hospitalares, seguindo os protocolos de limpeza.

Cinco cuidados para controle de infecção hospitalar

O controle da infecção hospitalar depende de uma série de cuidados e ações que visam minimizar a proliferação de bactérias pelo ambiente. Seguir todas as recomendações é imprescindível; por isso, iremos sinalizar algumas importantes e bastante simples:

  • Em cirurgias, deve-se seguir todo o protocolo cirúrgico para verificação de todos os itens que garantem a segurança do paciente.
  • Fazer a assepsia correta da pele do paciente antes de incisões.
  • Usar o jaleco apenas no ambiente hospitalar e ter o cuidado de mantê-lo sempre limpo.
  • Lavar as mãos antes e depois do contato com o paciente. Essa lavagem deve seguir as recomendações e usar sempre álcool em gel.
  • Cuidar da esterilização correta de todos os equipamentos não descartáveis.

Cuidados com materiais em ambiente hospitalar

Os materiais hospitalares que não são descartáveis devem passar por um processo de limpeza e esterilização para serem usados novamente com segurança. Para que a eliminação das bactérias e micro-organismos seja feita de forma correta, o processo de esterilização precisa contar com um equipamento hospitalar adequado, e a manipulação também deve ser cuidadosa e realizada por profissionais treinados.