Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Conheça os tipos de luvas de procedimento

A higienização das mãos é essencial para a realização de procedimentos cirúrgicos. Quando alinhada ao uso de luvas de procedimento, proporciona maior proteção tanto ao operador da ação realizada quanto ao paciente atendido, seja num procedimento cirúrgico ou numa consulta ao dentista, por exemplo. A exposição ao sangue e fluidos corporais contaminados ou à substâncias químicas utilizadas no processo podem resultar em malefícios ao organismo do profissional, enquanto micro-organismos maléficos podem ser transmitidos a quem está sujeito ao procedimento através das mãos de quem o está realizando. São bilhões de luvas utilizadas anualmente, principalmente no setor da saúde que, constantemente, requer o seu uso. Mas o que muitos não sabem é que para cada tipo de prática, seja cirúrgica ou não, o tipo da luva é muito relevante.

Tipos de luvas de procedimento

Clínicas, hospitais e alguns estabelecimentos disponibilizam qualquer tipo de luvas de procedimento aos seus funcionários, o que não é uma prática muito correta. Existem diferentes tipos para variados casos, com relevância tanto para o tipo de procedimento quanto para o profissional que irá usá-la. Vamos começar dividindo-as em 2 grupos:

Luva cirúrgica estéril: essa categoria engloba as luvas descartáveis para uso cirúrgico, com formato anatômico e ajustável.

Luva cirúrgica não estéril: com versões descartáveis e reutilizáveis, esse tipo de luva é usada para os demais procedimentos no ramo da saúde, como os dentários, dermatológicos etc., e até nos setores de limpeza.

Quanto ao material usado para a fabricação de luvas de procedimentos, podemos citar látex, vinil e nitrilo. Vamos conhecer mais sobre cada um?

Luva de látex : é feita com borracha natural, oferecendo ótimo conforto e proteção a quem usa, além de ser encontrada por preços acessíveis. Forte e durável, com ótima capacidade de vedação, não é recomendada para o manuseio de óleos, graxas e orgânicos, e também para quem possui alergia ao látex. Urticárias ou até reações mais sérias, como a anafilaxia, podem ser acarretadas através do contato com quem é alérgico ao material, portanto cuidado!

Luva nitrílica : por esse tipo de luva ser produzida com borracha sintética, ela é perfeita para quem possui alergia ao látex. Sendo bem flexível, confortável e ajustável à mão, é ideal para quem manuseia produtos químicos, já que ela apresenta boa resistência perante o contato com eles. Não é recomendado seu contato com solventes, cetonas e ésteres.

Luva de vinil : o material utilizado para sua produção já está em seu nome, sendo tão resistente que permite a reutilização da luva. É ideal para quem trabalha em indústrias onde o risco de transmissão de vírus e bactérias é alto. Além disso, é econômica por ser reutilizável e também apresenta baixo risco de alergias através de seu contato.

Agora que está melhor informado sobre os tipos de luva e para o que cada uma é ideal, consulte as opções disponíveis na Hospitalar Distribuidora, com diversos tipos de caixas de luvas de procedimento para você adquirir a que melhor se aplica ao seu trabalho e seus procedimentos.