Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Conheça os tipos de fio de sutura

Os fios de sutura são importante para o fechamento de machucados mais profundos ou incisões cirúrgicas. O procedimento auxilia na cicatrização mais rápida e evita que a ferida fique exposta ao ambiente o que pode representar risco de infecção. Também chamados de fios cirúrgicos por serem usados para ligação de vasos sanguíneos, sutura de órgãos, pele e outras aplicações.

Existem diferentes tipos de fio de sutura para atender as necessidades que cada situação e a escolha é sempre feita por um profissional capacitado, pois alguns materiais são mais facilmente aceitos pelo organismo, outros podem causar alergias, a resistência dos nós também pode mudar, etc.

Em geral, opta-se por fios cirúrgico mais finos para áreas mais delicadas e os mais grossos, que não são absorvidos pelo corpo, para regiões que necessitem de uma recuperação mais lenta e sofra com maiores impactos.

Estes artigos médicos se diferem pelo material em que são fabricados, comportamento físico e biológico no organismo, força tênsil e calibre. Podem ser derivados de fibras vegetais, orgânicas ou sintéticas e classificados como absorvíveis e não-absorvíveis.

Tipos de fios de sutura

Ácido Poliglicólico - trata-se de um fio de sutura sintético absorvido pelo organismo em cerca de 60 a 90 dias. É indicado em cirurgias que necessitem a sutura de músculos, fáscias e tecido celular subcutâneo.

Polidioxanona - também é de origem sintética, porém a absorção é lenta e assim, é mantida a força tênsil por mais tempo. Com isso, são bons para fechamento da parede abdominal, tendões, cirurgia gastrointestinal, ginecologia e cardiopediátrica.

Fio de sutura de seda - é de origem animal e não pode ser absorvido pelo corpo, sendo degradado com o tempo. É considerado um material que proporciona nós firmes, mas é necessário que se dê três nós para fixação completa.