Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Coleta de sangue: tipos e materiais necessários

A coleta de sangue tem um valor inestimável para os diagnósticos e tratamento de doenças, bem como para a tomada de decisões por parte dos médicos. Ela é responsável por avaliar grandes grupos como hemácias, leucócitos e as plaquetas. Esse exame laboratorial passou por avanços tecnológicos para o maior bem-estar do paciente e melhor análise por parte dos profissionais da saúde.

Com a simplificação do processo, a coleta de sangue à vácuo tem ajudado a melhorar cada vez mais os resultados.

Material para coleta de sangue

Para realizar a coleta de sangue venoso, são necessários os seguintes materiais:

1 seringa

1 scalp

1 tubo

1 garrote

1 par de luvas

1 álcool

1 oclusor de punção

1 bandeja

Gaze seca

Tipos de tubos para coleta de sangue

Os tubos para coleta de sangue têm cores diferentes porque cada um possui uma função de análise diferente. A escolha errada da ordem dos tubos pode comprometer o resultado do exame de sangue.

Tampa azul: tubo com citrato de sódio para análise de coagulação.

Tampa vermelha ou amarela: tubo com ativador de coágulo para análises bioquímicas e sorológicas. A diferença entre as duas é que a amarela possui gel separador.

Tampa verde: tubo com heparina para determinações bioquímicas.

Tampa roxa: tubo com EDTA para análise hematológica.

Tampa cinza: tubo com fluoreto de sódio para análise de glicemia.

Diferença entre os tipos de coleta de sangue venoso

O sistema aberto de coleta de sangue é formado pela agulha e a seringa. Já no sistema fechado, é usada a técnica de coleta de sangue a vácuo.

A primeira maneira de colher sangue não foi completamente extinta e ainda é utilizada em alguns lugares. Esse tipo de exame de sangue pode provocar riscos por conta do material perfurocortante quando houver a transferência do sangue para o recipiente a vácuo. Outro ponto a ser ressaltado é que, em pacientes que necessitam de múltiplas coletas, essa forma causa muito incômodo.

O sistema fechado, a vácuo, possui um dispositivo que colhe o sangue do paciente diretamente no tubo. Esse procedimento ajuda o profissional da saúde a se manter longe do contato com os fluidos do sangue coletado e o paciente a se sentir mais confortável com apenas uma punção venosa para as diversas coletas. O método a vácuo é recomendado internacionalmente pela Clinical & Laboratory Standards Institute (CLSI).

Vantagens da coleta de sangue a vácuo

A primeira vantagem da coleta de sangue a vácuo é o conforto oferecido ao paciente, pois só é necessária uma punção para colher diversos tubos. A segunda vantagem é a qualidade do material examinado. As propriedades do sangue continuam estáveis e isso faz com que os resultados sejam mais confiáveis e assertivos. Outra vantagem importante para os profissionais da saúde é o manuseio fácil. Por conta do vácuo calibrado, a amostra garante o volume de sangue necessário ao exame e também a qualidade do mesmo.

Em pacientes que apresentam acessos venosos difíceis como crianças, pacientes de quimioterapia, entre outros, esse método de coleta oferece facilidade, pois existem diferentes calibres de agulhas e tubos. A segurança do profissional e do paciente também é uma vantagem pelo fato de que o sistema fechado impede o contato com a amostra.

Onde encontrar materiais para coleta de sangue

A Hospitalar Distribuidora é referência em medicamentos, materiais hospitalares e diversos produtos. Ao checar o estoque e perceber que necessita de reposição, confira nossa loja virtual 24h e toda a variedade que oferecemos. Os melhores materiais para coleta de sangue, como tubos, agulhas, seringas e scalps, atendimento de qualidade, entrega rápida e eficiente para todo o território nacional e segurança na compra, você só encontra aqui.