Parcele em até 3x sem juros|3% de desconto no boleto

Atendimento

Horário de funcionamento:

Seg à sex das 8h às 12h | 13h às 18h

Sáb das 8h às 12h

0

Nalbufina 10 mg com 25 ampolas 1 ml (Nubaim) (A2) - Cristália (Controlado)

  • Descrição

A venda deste medicamento controlado é permitida somente para CNPJ da área da saúde, como ClínicasHospitaisAmbulatóriosetcÉ necessário enviar as cópias do Alvará SanitárioCertificado de Regularidade Técnica e o Contrato Social em um dos nossos canais de atendimento; e-mail: atendimento@hospitalardistribuidora.com.br , ou WhatsApp (18) 99764-2232 após a finalizar a compra. O pedido só será enviado após análise dos documentos!


 


Composição - NUBAIN


Nubain 10 mg/1 ml e Nubain 20 mg/2 ml. Cada mlda ampola contém: cloridrato de nalbufina 10,0 mg, excipientes q.s.p. 1 ml. Excipientes: ácido cítrico, citrato de sódio, cloreto de sódio, ácido clorídrico e água para injeção


 


Posologia e Administração - NUBAIN


adultos: a dose recomendada para um adulto de 70 kg é de 10 mg, administrada por via subcutânea, intramuscular ou intravenosa. Esta dose pode ser repetida, se necessário, a cada 3 a 6 horas. A dosagem deve ser ajustada de acordo com a severidade da dor, estado psíquico do paciente e outras medicações que o mesmo estiver recebendo. Em pacientes não tolerantes, a dose única máxima é de 20 mg, com 1 dose total diária máxima de 160 mg. O uso de Nubain como complemento de anestesia requer doses maiores que as recomendadas para analgesia. A dose de indução deve ser de 0,3 mg/kg a 3,0 mg/kg, administrada por via intravenosa durante 10 a 15 minutos, com dose de manutenção de 0,25 a 0,50 mg/kg, em administrações intravenosas únicas, quando necessário. Nubain é fisicamente incompatível com nafcilina e cetorolac. Pacientes que tenham feito tratamento crônico com narcóticos podem apresentar sintomas de crise de abstinência após a administração de Nubain. Os sintomas da crise de abstinência de narcóticos podem ser controlados pela administração intravenosa lenta de pequenos incrementos de morfina, até que alívio seja alcançado. Se o analgésicoadministrado previamente for morfina, meperidina, codeína ou outro narcótico com mesma duração de atividade, pode-se administrar inicialmente 1/4 da dose antecipada de Nubain, sendo necessário observar o aparecimento de sintomas da crise de abstinência como cólica abdominal, náusea e vômito, rinorréia, lacrimejamento, ansiedade, agitação, hipertermia e piloereção. Caso estes sintomas não ocorram, pode-se administrar doses progressivamente maiores em intervalos apropriados, até que a analgesia desejada seja obtida com Nubain. Soluções de uso parenteral devem ser inspecionados visualmente quanto à presença de partículas ou descoloração antes de serem administradas. - Superdosagem: o cloridrato de naloxona é oantídoto específico para Nubain, devendo ser administrado imediatamente por via intravenosa. Oxigênio, fluidos intravenosos, vasopressores ou outras medidas de suporte devem ser utilizados quando indicado. A administração de doses únicas de 72 mg de Nubain por via subcutânea em oito pessoas provocou principalmente sintomas de sonolência e distonia moderada. 
 


Precauções - NUBAIN


deve ser utilizado como complemento de anestesia geral somente por profissionais habilitados no uso de anestésicos intravenosos e no controle dos efeitos respiratórios de opióides. Devem estar prontamente disponíveis: naloxona (antídoto específico), equipamentos para respiração artificial e ressuscitação. Abuso do medicamento: recomenda-se cautela na prescrição de Nubain para pacientes emocionalmente instáveis ou com história de abuso de narcóticos. Tais pacientes devem ser rigorosamente supervisionados em caso de terapia prolongada. Dependência ao medicamento: Nubain mostrou apresentar baixo potencial de abuso. Quando comparado com outras drogas que não são agonista-antagonistas, seu potencial de abuso é menor que o da codeína e propoxifeno. Relatou-se raramente abuso deste medicamento. Podem ocorrer dependência física ou psíquica e tolerância por abuso ou uso indevido de nalbufina. Recomenda-se, portanto, cautela para evitar aumento da dose ou freqüência de administração de Nubain, que em indivíduos propensos pode resultar em dependência física. Interrupção do tratamento: após uso prolongado, a descontinuação de Nubain é seguida pelos sintomas que ocorrem na crise abstinência de narcóticos como cólica abdominal, náusea e vômito, 


Composição - NUBAIN


Nubain 10 mg/1 ml e Nubain 20 mg/2 ml. Cada mlda ampola contém: cloridrato de nalbufina 10,0 mg, excipientes q.s.p. 1 ml. Excipientes: ácido cítrico, citrato de sódio, cloreto de sódio, ácido clorídrico e água para injeção