Categorias

Ceftriaxona 1G Injetável E.V Sem Diluente (Rocefin) - Biochimico

  • IMEDIATA
Ceftriaxona, fr. 1 gr., I.V, injetavel (rocefin).
Produto indisponível. Avise-me quando chegar.
de R$17,40 por R$5,52 em até 1x de R$5,52 sem juros ou R$5,35 à vista
Economia de: R$0,17
    • visa
    • mastercard
    • diners
    em até 1x de R$5,52 sem juros
    • à vista R$5,52

Descrição completa

 

Composição -

cada frasco- ampola contém: ceftriaxona (saldissódico) 1,0 g;

Posologia e Administração -

adultos e crianças acima de 12 anos ou peso superior a 50 kg: 1 a 2 g de ceftriaxona uma vez ao dia. Recém- nascido: 20-50 mg/kg/dia. " tiploaded="true" tipwidth="450">Lactentes2 e crianças abaixo de 12 anos: tratados em função da gravidade da " tiploaded="true" tipwidth="450">infecção3. Recomenda-se 20-100 mg/kg/dia. A dose padrão para adultos não requer modificação em casos de pacientes geriátricos. " tiploaded="true" tipwidth="450">Injeção1 intravenosa: diluir Ceftriaxona 1 g em 10 ml de água para " tiploaded="true" tipwidth="450">injeção1 e administrar lentamente por via intravenosa direta, durante 2 a 4 minutos. A Ceftriaxona não deve ser misturada, nem combinada com soluções que contenham outros agentes antimicrobianos ou em soluções diferentes da mencionada, para evitar possíveis incompatibilidades. Superdosagem: a experiência da superdosagem é bastante limitada. A administração imprópria em largas doses pode eventualmente ocasionar irritações cerebrais; neste caso a droga deve ser prontamente descontinuada. Os níveis séricos de Ceftriaxona podem ser reduzidos através da " tiploaded="true" tipwidth="450">hemodiálise4.

Precauções -

recomenda- se verificar, cuidadosamente, a sensibilidade do paciente às cefalosporinas, penicilinas e outros medicamentos, pois podem ocorrer " tiploaded="true" tipwidth="450">reações anafiláticas5. Nesse caso deve-se adotar imediatamente as medidas apropriadas. Embora as pesquisas pré-clínicas não tenham revelado efeitos mutagênicos ou teratogênicos, a ceftriaxona não deve ser usada durante a " tiploaded="true" tipwidth="450">gravidez6 (principalmente nos primeiros três meses) a menos que seja absolutamente necessário. Nos casos de " tiploaded="true" tipwidth="450">insuficiência renal7 e hepática severas e concomitantes, deverão ser determinadas as concentrações plasmáticas de Ceftriaxona a intervalos regulares. Em tratamentos prolongados deve-se verificar regularmente o quadro sangüíneo. Tratamento com antibiótico de amplo espectro (ceftriaxona) altera a flora normal do cólon, permitindo supercrescimento de Clostridium difficile cuja toxina é causa primária da " tiploaded="true" tipwidth="450">colite8 pseudomembranosa que deve ser considerada no " tiploaded="true" tipwidth="450">diagnóstico9 de pacientes que desenvolveram " tiploaded="true" tipwidth="450">diarréia10 associada ao uso de antibiótico. Nesse caso, o tratamento com ceftriaxona deve ser descontinuado e instituído o tratamento apropriado. Estudos experimentais demonstraram que ocorre um efeito aditivo ou sinérgico quando a ceftriaxona é administrada em associação com aminoglicosídeos. Isto se reveste de grande importância nas infecções graves causadas por Pseudomonas aeruginosa e Streptococcus faecalis. Os dois antibióticos devem ser injetados separadamente.

Reações adversas -

a ceftriaxona é, em geral, bem tolerada. Podem ocorrer distúrbios gastrintestinais como " tiploaded="true" tipwidth="450">diarréia10, " tiploaded="true" tipwidth="450">vômito11, " tiploaded="true" tipwidth="450">estomatite12, " tiploaded="true" tipwidth="450">glossite13. Reações cutâneas como " tiploaded="true" tipwidth="450">exantema14, " tiploaded="true" tipwidth="450">dermatite15 alérgica, " tiploaded="true" tipwidth="450">prurido16, " tiploaded="true" tipwidth="450">urticária17, " tiploaded="true" tipwidth="450">edema18, " tiploaded="true" tipwidth="450">eritema multiforme19. Alterações hematológicas como eosinofilia, hematoma, " tiploaded="true" tipwidth="450">leucopenia20, " tiploaded="true" tipwidth="450">trombocitopenia21, granulocitopenia e " tiploaded="true" tipwidth="450">anemia hemolítica22. Outros efeitos colaterais raramente observados são " tiploaded="true" tipwidth="450">cefaléia23, " tiploaded="true" tipwidth="450">tontura24, alteração da " tiploaded="true" tipwidth="450">creatinina25 sérica, " tiploaded="true" tipwidth="450">micose26 do trato genital, tremores e " tiploaded="true" tipwidth="450">reações anafiláticas5. Todos esses efeitos colaterais foram reversíveis, em alguns casos somente após a suspensão da medicação.

Contra-Indicações -

hipersensibilidade às cefalosporinas. Em pacientes hipersensíveis à penicilina deve- se levar em conta a possibilidade de reações alérgicas cruzadas.

Indicações -

tratamento de infecções causadas por organismos sensíveis à ceftriaxona. Infecções no trato respiratório inferior causada por Streptococcus pneumoniae, Streptococcus sp, (excluindo enterococcus), Staphylococcus aureus, Haemophilus parainfluenzae, Haemophilus influenzae, Klebsiella sp. (incluindo Klebsiella pneumoniae), Escherichia coli, Escherichia aerogones, Proteus mirabilis e Serratia marcescens. Infecções da pele e suas estruturas causadas por Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Streptococcus sp. (excluindo enterococcus), Enterobacter cloacae, Klebsiella sp. (incluindo Klebsiella pneumoniae), Proteus mirabilis e Pseudomonas aeruginosa. Infecções do trato urinário (complicada ou não complicada) causadas por Escherichia coli, Proteus mirabilis, Proteus vulgaris, Morganella morganii e Klebsiella sp, incluindo Klebsiella pneumoniae). " tiploaded="true" tipwidth="450">Gonorréia27 não complicada causada por Neisseria gonorrhoeae (incluindo cepas produtoras e não produtoras de penicilinase). Septicemia bacteriana causada por Staphylococcus aureus, Streptococcus pneumoniae, Escherichia coli, Haemophilus influenzae e Klebsiella pneumoniae. Infecções ósseas e articulares causadas por Staphylococcus aureus, Streptococcus pneumoniae, Streptococcus sp. (excluindo enterococcus), Escherichia coli, Proteus mirabilis, Klebsiella pneumoniae e Enterobacter sp. Infecções intra- abdominais causadas por Escherichia coli e Klebsiella pneumoniae.

Apresentação -

pó para solução injetável 1g.

 

 

 

 

 

 

 

loja virtual profissional - plataforma sisecommerce